Quem Somos

O Centro Social Paroquial dos Santos Mártires (CSPSM), em Bragança, foi fundado em 26 de Setembro de 1985 pelo Cónego Aníbal João Folgado.
Ao longo de mais de três décadas, o CSPSM, Instituição Particular de Solidariedade Social de Bragança, tem desenvolvido um conjunto de atividades de apoio à inclusão de públicos vulneráveis, através das respostas sociais de Centro de Atividades de Tempos Livres, Centro de Convívio, Jardim de Infância e Refeitório Social.

Em 2015 reforçou o seu âmbito de atuação, através da criação da “Academia” – Unidade de Apoio à Pessoa Portadora de Deficiência e Incapacidade, com as respostas sociais: lar residencial, residências autónomas e centro de atividades ocupacionais.

O CSPSM coordena e executa o programa CLDS 3G Bragança – Contratos Locais de Desenvolvimento Social.

VISÃO

Ser um serviço social de qualidade, referencial, com carisma terapêutico especializado, inovador, pró-ativo, exercido de forma humanizada e personalizada.

Qualidade

Referencial

Garante que os processos e procedimentos estão protocolados e respeitados e que são levados em consideração os riscos inerentes à atividade, encontra-se subjacente à gestão da qualidade a melhoria contínua.

Os diferentes atores e parceiros consideram-nos como um serviço diferenciado dos restantes pelo cariz terapêutico das nossas intervenções e somos uma referência nesta matéria no seio das organizações sociais.

carisma

terapêutico especializado

 A inspiração, o entusiasmo e a adesão dos diferentes intervenientes internos e externos realiza-se em torno da componente terapêutica (motor institucional).

Dispõe de um conjunto de meios para tratar/curar patologias do foro individual e social em diferentes níveis e aspetos, e possui instrumentos/ferramentas identificados e validados. Os seus recursos humanos possuem formação especializada e contínua.

inovador

pró-activo

Na sua intervenção social e terapêutica inova pela abordagem, instrumentos e resultados.

Cria, recria, inventa e adapta a sua intervenção. Tem capacidade para ler a realidade social e antecipar as necessidades, e propor soluções e serviços adaptados e flexíveis.

humanizada

personalizada

Identificada com o meio que a rodeia, cria relações de proximidade duráveis assentes na escuta ativa das pessoas e das suas necessidades.

Considera o indivíduo como um ser biopsicossocial e espiritual único para o qual procura respostas diferenciadas e adaptadas às suas especificidades.

Close Menu
error: Conteúdo Protegido !!